FALANDO EM SÉRIE (DE CINEMA): QUANDO BATMAN CHEGOU AOS CINEMAS (1943)

Preparem-se para uma decepção fãs de Superman que vivem discutindo com os fãs de Batman sobre quem é o melhor: o primeiro a chegar aos cinemas foi Batman! Em 1943 e nossa matéria vai contar tudo! 





Entre meados da década de 30 e meados da década de 40, o mundo estava em guerra e consequentemente o dinheiro 'estava curto'. Muitas das empresas menores de produção de filmes tiveram de cortar custos, e uma maneira que encontraram foi através dos 'films serials'. Que eram filmes divididos em partes, para exibição nas matines de domingo antes dos filmes principais. Foi o que deu origem aos seriados como conhecemos agora e você pode ler mais clicando aqui.


Mas, o mundo estar em guerra acabou por influenciar também as histórias contadas nos seriados, que se obrigavam a mostrar algo que contribuísse ao 'esforço de guerra'. O filme em série "BATMAN" não ficou isento disto e por esta razão o vilão que seria...o CORINGA (!!!) foi substituído pelo satânico e perverso Dr./Príncipe Daka, um agente japonês...


Notem que a roupa de Daka é a mesma do Coringa. Foi feita mudança de ultima hora por causa da guerra.


A influência da guerra e do sentimento anti-eixo é observada durante a exibição dos episódios em comentários étnicos anti-japoneses. A série também acaba por trazer a tona algo que os americanos pouco falam, a prisão de milhares de cidadãos nipo-americanos em campos de concentração. Assim, o esconderijo do Dr. Daka fica em um bairro abandonado conhecido como Little Tokyo. Aliás, a narração inicial de um dos episódios, diz que "um governo sábio prendeu os japoneses de olhos astutos"...


A série é notável por trazer aos fãs a primeira aparição de Batman em 'carne e osso' e nos cinemas e também por estrear alguns elementos que se tornaram canônicos...Por exemplo: a BATCAVERNA!! Isto mesmo! Os quadrinhos, lançados em 1939, até então não mostravam o homem morcego com uma base fixa. Nas HQs ele não tinha onde colocar o bat-plane e o bat-movel (ficaram durante algum tempo em um...celeiro abandonado!!).




Também foi na série cinematográfica que ficou estabelecido que uma das entradas para a "Caverna do Morcego" se encontrava atrás de um relógio pêndulo na Mansão Wayne! Quer mais? A série também mudou definitivamente a aparência de...ALFRED!! Na época do lançamento, Alfred era retratado como um cara baixinho e corpulento nos quadrinhos, a partir da série passou a ser retratado como esguio e de bigode fino como o ator William Austin...



Uma das curiosidades da série é uma mudança no personagem Batman. Na época havia nos EUA um velho conhecido nosso, o censor! Ora, com o mundo em guerra (especialmente) era necessário se manter a ordem e as aparências, assim um herói jamais poderia ser mostrado como um vigilante que aplica a justiça com sua próprias mãos. Desta forma Batman/Bruce Wayne e Robin/Dick Grayson (!!) são agentes secretos do governo!!


Esta mudança não foi nada, se considerarmos mudanças realizadas em outras séries, como "Capitão América" por exemplo. O que atrapalhou mais foi o orçamento limitadíssimo! Isto fez com que o batmovel não fosse criado. A dupla dinâmica utilizava um Cadilac série 61 conversível preto, que pertencia a Bruce Wayne e era dirigido por seu mordomo Alfred...(E ninguém concluía que eram a mesma pessoa!! A personagem Linda Page chega a perguntar a Batman sobre o carro e ele lhe disse que Wayne 'o emprestava' de vez em quando!!). 




A limitação do orçamento também fez com que o cinto de utilidades estivesse lá, mas...não fosse usado (e olhem a altura que ficava o cinto)!! Também contribuiu para erros de continuidade...por exemplo Batman perdeu a capa em uma cena de luta, mas ela aparece magicamente no 'take' seguinte! A narração diz que a Mansão Wayne fica em Gotham, mas a correspondência que Bruce recebe tem um endereço de Los Angeles! Mas, nada disto é relevante.




A história: Batman/Bruce e Robin/Dick recebem a missão de impedir os planos de um agente japonês, que tem base na cidade de Gotham. Por uma destas coincidências, Linda Page namorada de Bruce pede sua ajuda para encontrar seu tio, Martin Warren, que foi sequestrado ao sair da prisão (!!)...


Dr. Daka, líder da célula de espiões de Gotham (seus capangas são todos americanos...), precisa dele para abrir um cofre. Daka pretende se apossar de um suprimento de rádio para alimentar seu terrível invento: uma arma de raios portátil que pode destruir qualquer coisa atingida por seu feixe...Esta arma será utilizada para que ele tome posse dos documentos com os Planos de Vitória da América...


Claro que a dupla dinâmica consegue frustrar todos seus planos e vencer todas suas armadilhas, até chegarem ao conflito final com direito a poço cheio de jacarés! 


Uma coisa que todos irão notar, caso assistam a série é que Robin não serve para nada! Toda vez que Batman vai enfrentar os vilões, salvar alguém, se infiltrar no covil dos bandidos ou apenas sair no braço com alguém, ele não participa. Batman sempre manda que fique no carro ou espere em algum lugar. As vezes em que Robin participa das lutas...perde! Ou seja, não precisava estar na série...E detalhe: a série tem uma continuação, sobre a qual faremos uma postagem, mas Robin continua a fazer o mesmo: nada! 


Pra terminarmos: por alguma razão desconhecida o Comissário Gordon não aparece na série, embora fosse uma presença constante nos quadrinhos. Em seu lugar esta o Capitão Arnold, que é essencialmente o mesmo personagem! 




Caso tenha ficado curioso, estamos anexando abaixo o episódio numero 1, cujo titulo é: "O Cérebro Elétrico" - mais uma das invenções maquiavélicas do Doutor Daka...




Interessado na série completa? Clique aqui





TALVEZ TAMBÉM QUEIRA LER: 

Falando em Série (de cinema) - DICK TRACY - o detetive







Nenhum comentário

Imagens de tema por graphixel. Tecnologia do Blogger.