Falando em Série: ESTRELA FASCINANTE PATRINE (1990)


ESTRELA FASCINANTE: PATRINE! (Bishōjo Kamen Powatorin, cuja tradução correta seria:"A graciosa mascarada Powatrin") foi uma série tokusatsu obscura apresentada ao público brasileiro pela extinta Rede Manchete de Televisão em 1994, durante a semana no programa Dudalegria, no período da manhã e aos sábados à tarde. Hoje, este tokusatsu é considerado cult, principalmente por fãs do anime Sailor Moon.
A personagem é mais uma criação de Shotaro Ishinomori e produzida pela TOEI COMPANY. A série tinha uma pegada feminina, com ação e comédia. E como é comum neste tipo de seriado, teve 2 temporadas, com um total de 52 episódios.

Estrela Fascinante: Patrine! (EP 01) from Ney Bellas on Vimeo.

"Ela é uma menina super especial, com poderes que você nunca imaginou, e vai ser sua melhor companheira pra viver grandes aventuras". Com essa chamada, a Manchete anunciava para Abril de 1994 a estréia de Patrine, dentro do Clube da Criança, na época comandada pela atriz Milla Christie. Tal estréia não aconteceu no mês prometido e só depois, já no mês de junho, a emissora colocaria a série no ar, juntamente com Winspector no programa Dudalegria, apresentado por Duda Little.

Antes de prosseguirmos falando sobre esta interessante personagem, vamos falar um pouco sobre seu criador: Shotaro Ishinomori. Que também é o criador do Black Kamen Rider, Cyborg 009, Genma Taisen e 009-1. Shotaro foi um dos grandes mangakas (cartunista japones) de sua geração. Reconhecido por seu talento, criatividade e por sua influência neste segmento de mercado até os dias atuais.
A Estrela Patrine e a Pequena Patrine
acompanhadas pelo terrível Diabo do Inferno 
Houve uma época em que tokusatsus reinaram na TV, sejam os metal-heroes (Jiban, Jaspion, Spielvan, Black Kamen Rider ou, para os mais velhos, National Kid) ou os Super Sentais (de Changeman a Power Rangers). Porém todos possuíam uma coisa em comum: o protagonismo masculino.
As mulheres ou eram introduzidas nas histórias como o interesse amoroso/ a “mocinha indefesa” para o protagonista, ou eram as cores rosa e amarela de algum grupo. Mas eis que em 1990, uma garota com superpoderes que era a protagonista de sua própria história, a curiosa: Estrela Fascinante Patrine.

Uma divertida curiosidade eram alguns de seus "superpoderes". Patrine podia, por exemplo,  se transformar num cosplay em poucos segundos, muitas vezes em personagens hilários e outros bizarros, como um Carrossel Encantado todo tosco que faziam os vilões deixarem de ser maus. Fora os vilões muito, muito exóticos, como o homem com um saco de palha na cabeça que obrigava suas vítimas a comer feijão azedo ou o homem que jogava papel de bala no chão. Se não bastassem todos esses "perigos", Patrine ainda precisava despistar a detetive Honda, e proteger sua identidade secreta.

Consta entre os Oatkus que a mangaká Naoko Takeuchi teria "plagiado" ou sido influenciada por Shotaro ao criar o anime: Sailor Moon. Particularmente, também acredito nisso, haja visto que até mesmo algumas citações de Serena/Usagi parecem copiadas da Estrela Fascinante. Essas semelhanças eram gritantes na época em que as duas séries eram exibidas no Brasil e com a mesma dubladora nas duas protagonistas, Marli Bortoletto.

SINOPSE: A jovem colegial Sayuri Nakami (Yuko Hanashima) recebe de um estranho velhinho o poder de se transformar na Estrela Fascinante Patrine, a fim de proteger a paz na cidade. Na verdade, esse velhinho é o deus da cidade e dita a ela a seguinte condição: ela não deve revelar sua identidade secreta a ninguém, sob pena de ser transformada num sapo.
Tudo piora com o aparecimento do terrível Diabo do Inferno, mas ela conta com a ajuda da Estrela Fascinante Pequena Patrine, na verdade sua irmã mais nova, Tomoko (Rie Maeda), que também sofre as mesmas condições.
Longe das aventuras, elas ainda vivem confusões graças ao seu irmão, Hideki e sua turma.


Caso você queira assistir/baixar todos os episódios desta série, clique AQUI!


Nenhum comentário

Imagens de tema por graphixel. Tecnologia do Blogger.