Falando em Série: MILLENIUM (1996/1999)


Chris Carter era um ilustre desconhecido até que em 1993 ele apareceu com a série "Arquivo X", que para ele foi um 'divisor de águas'. Não que ele não tivesse feito nada antes, ele já havia escrito roteiros para dois filmes e também para dois seriados. Inclusive ele foi criador de uma, pasmem (!), comédia da Disney...com Barbara Eden (sim, a Jennie...)! Estamos investigando para postarmos, é claro!

Bem, com o 'advento' "Arquivo X", Carter se viu de repente com poder nas mãos para lançar outras séries e foi o que fez. Em 1996 ele apresentou a todos a série "MiIlenium", que tratava de um assunto inexplorado na época: o fim do mundo! Mas o fim do mundo através de manobras demoníacas...Sim, o sobrenatural chegava em horário nobre. 

Há quem diga, que Carter foi influenciado pelos sucessos de cinema "Seven" (1996) e "O Silêncio dos Inocentes" (1991) e assim resolveu trazer os monstros mostrados nestes filmes para uma série de TV. O único problema é que o público ainda não estava preparado para este tipo de série, embora anteriormente já tivessem sido exibidas série como "Kolchack e os demônios da noite" e alguns episódios do próprio "Arquivo X"...Mas. "Millenium" elevava a sétima potência o terror de tais séries.

A série "Millenium"...

Os que assistiram "Arquivo X", na certa se lembram, que no incio havia uma frase que aparecia em todos os episódios: "A Verdade Esta Lá Fora". Esta frase meio que definia o que a série abordaria. Em "Millenium" também há uma frase, que é a seguinte: "Isto É o Que Somos". Esta frase também deifine o que a série seria: uma abordagem do ser humano com suas qualidades e defeitos, com o que havia de bom e de mau em cada um. Para infelicidade de Frank Black, ele tinha um contato maior com o mau presente no mundo...

O episódio piloto que acompanha esta matéria traz como introdução o questionamento: "Quem se Importa". Como apresentação da série, o episódio em si é um excelente exemplo e indicação do que viria pela frente, e seu final nos mostra um pouco do que Frank estava fugindo ao se mudar para Seatle...

Frank Black era um policial da homicídios que foi convidado para participar do FBI. O convite foi feito pela capacidade de Frank de 'entrar na mente do assassino'. Com o decorrer da série veremos que é bem mais do que isto, Frank parece sentir e ver aquilo que o assassino faz com suas vitimas. obviamente trabalhar com isto dia após dia teria de ter algum efeito negativo sobre ele...

No episódio piloto Frank e sua familia, Catherine sua esposa e Jordan sua filha, estão chegando a sua nova casa em Seatle para um 'fresh start', um novo começo, mas as coisas não sairão como o planejado, especialmente porque o capitulo não começa com sua chegada e sim com um assassino em potencial em plena atividade...

Frank esta consciente do mal que seu 'dom' faz a si próprio e a sua família, em especial sua filha Jordan, que com o transcorrer da série mostrará ter habilidades semelhantes às dele. 

Quando a história começa, Frank abandonou o FBI. Os horrores que ele presenciava dia a dia eram demais e ele queria um lugar onde sua família se sentisse segura. No final do episódio fica claro para nós espectadores que haviam mais coisas envolvidas. 

Mas por que "Millenium"?

Muitos acharam que era pela proximidade do ano 2000, data em que o mundo terminaria. Acontece que esta suposição a princípio estava correta, mas o nome da série não se refere ao final do milênio, mas sim ao grupo que Frank se juntou ao sair do FBI...

O grupo Millenium era formado por ex agentes da lei, peritos em investigação, que aparentemente estavam reunidos para combater o  crescente avanço das forças do mal...e das trevas. Sim, os crimes investigados por Frank tinham ligações entre si, mas isto só aparece com o tempo. A princípio a série apresenta o 'assassino da semana', mas lá pelo meio da primeira temporada a abordagem passa a ser um pouco mais ampla, e se descobre que o grupo não é o que parece...


O símbolo do grupo Millenium era o 'ouroboros'.Um simbolo que mostra uma serpente ou um dragão engolindo a própria cauda. O nome vem do grego antigo 'οὐρά ', que significa cauda e 'βόρος' que significa devorar. Assim a palavra designa aquele "que devora a própria cauda". Sua representação simboliza a eternidade...


Duração e fim da série


A série teve 3 temporadas com um total de 67 episódios. E é sempre difícil definir o que realmente causou o fim. Oficialmente se diz que o público não aprovou a abordagem do 'assassino da semana', porém outras séries de longa duração também usavam do mesmo artifício e continuaram a serem exibidas. Mesmo a série que deu origem a "Arquivo X" e a "Millenium", "Kolchack",  o usavam. Bem como a longuíssima "Law and Order"....

Somado ao descontentamento com o 'assassino da semana', também havia o excesso de violência dos episódios. De fato, para a época, este era um fator que pode ter influenciado bastante pelo menos no início. Mas, mais do que violentos, os episódios eram assustadores, muito assustadores...porém, somente na primeira temporada, o que nos leva talvez ao real motivo...

Como disse antes, o nome da série 'Millenium' tinha um duplo significado: fazia referência ao esperado 'fim do mundo' em 2000 e também ao nome do grupo que Franck Black fazia parte. E a primeira temporada foi conduzida para este fim, no episódio final Frank e sua família fogem da destruição que está prestes a acontecer, E os momentos finais mostram isto acontecendo através de noticias do rádio...

Mas, Chris Carter estava muito ocupado empenhado em levar "Arquivo X' para os cinemas e passou o controle da série para os roteiristas Glenn Morgan e James Wong, velhos conhecidos dos fãs de "Arquivo X' e da curta série "Comando Espacial" (leia sobre esta série aqui). Estes dois eram responsáveis pelos episódios mais engraçados de "Arquivo"...

Ora, "Millenium" tinha capítulos assustadores e de uma hora para outra passa a ter episódios de suspense psicológico e alguns engraçados!! E pior, quando volta para a segunda temporada, faz com que os acontecimentos aterrorizantes do final da temporada anterior tenham sido apenas 'exageros dos noticiários', apenas 100 pessoas ficaram feridas! Tenha dó!!

Na primeira temporada a série tinha 'um pé' em assuntos religiosos, mas a maioria em crenças populares e não dogmas oficiais. Já na segunda, algumas situações são relacionadas com dogmas oficiais, 'esvaziando' totalmente o que havia sido mostrado antes. Convenhamos: não há fã que aguente mudança tão radical e na terceira temporada a série foi cancelada...

Elenco e Personagens...


O elenco contava com:

Lance Henriksen - interpretava Frank Black, ex-policial da sessão de homicídios e ex-agente do FBI, agora trabalhando para o grupo Millenium...


Brittany Tiplady - Jordan Black, filha de Frank que herdou seus 'dons' à contragosto do pai....


Megan Gallagher - Catherine Black, esposa de Fkank

Terry O'Quinn - Peter Watts, um ex-agente que recrutou Frank para trabalhar com o Grupo Millenium...



Klea Scott - Agente Emma Hollis

Curiosidades...


Como Frank tinha 'contatos' no FBI, em certa ocasião ela acabou cruzando com Mulder e Scully, mostrando que faziam parte do mesmo universo (na época ninguém pensava nestes termos, era só para 'cruzar' as duas séries). Em outro episódio, Frank trabalha com os agentes Doggart e Reyes, que substituíram Mulder e Scully na série "Arquivo X"...




Bônus...


Como sempre enviamos um bônus para nossos leitores. Desta vez o episódio piloto e um link para baixar a primeira temporada dublada! Então assista ao primeiro episódio e sinta 'o clima' da série em seu início....






Convite: 



Se você gostou desta matéria e gosta de matérias deste tipo, curta nosso blog e venha fazer parte de nosso grupo no face. O objetivo é relembrarmos produções que acompanharam nossa infância, nossa adolescência e talvez nos acompanhem até agora e tenhamos vontade de rever ou relembrar. 

VENHA! Curta e participe de nossa pagina: MEMÓRIA MAGAZINE  e faça parte de nosso grupo: MEMÓRIA NERD


















2 comentários:

Imagens de tema por graphixel. Tecnologia do Blogger.